fbpx

Sobre racismo e prateleiras

Por Breno Castro Alves Newsletter da Elefante   A cena é catártica. O vídeo exibe uma jovem humana não identificada que atravessa um corredor do Carrefour Pamplona, em São Paulo, seu braço esticado impiedosamente lançando mercadorias ao solo plaplaplaplaplaplaplá, então corta a cena e logo se vê uma grande mancha de ketchup no chão do mercado […]

Ler mais

Desconto político em #VidasNegrasImportam e libertação negra e Donos do mercado

Depois do assassinato brutal de João Alberto Silveira Freitas por dois seguranças (um deles, policial, ambos funcionários de uma empresa que tem policiais como sócios) numa loja do Carrefour em Porto Alegre; da necessária reação social ao linchamento de mais um homem negro no Brasil, com manifestações nas ruas e nas redes; e de infelizes […]

Ler mais

Dia da Consciência Negra: um longo caminho a ser percorrido

Em 20 de novembro celebramos o Dia da Consciência Negra, mas há de se perguntar se existem motivos para comemoração. Pouco mais de 32% dos prefeitos eleitos em primeiro turno nas eleições 2020 são negros, uma proporção ainda distante dos 56% que esse grupo representa na população brasileira. Mas é um avanço: nas eleições municipais […]

Ler mais

Militante antirracista é eleita nos EUA: vitória do #BlackLivesMatter?

O confuso e arrastadíssimo processo eleitoral estadunidense nos deu, em 4 de novembro, alguns resultados significativos: foi o caso da vitória de Cori Bush, líder comunitária progressista e ativista veterana do #BlackLivesMatter, que ganhou uma cadeira na Câmara dos Representantes – órgão análogo à nossa Câmara dos Deputados – pelo estado do Missouri. Com isso, […]

Ler mais

A peste negra

Por Keeanga-Yamahtta Taylor Publicado em The New Yorker   O velho aforismo afro-estadunidense que diz “Quando os estadunidenses brancos pegam um resfriado, os estadunidenses negros ficam com pneumonia” tem uma nova e mórbida versão: quando os estadunidenses brancos pegam o novo coronavírus, os estadunidenses negros morrem. Milhares de estadunidenses brancos também estão morrendo com o […]

Ler mais

E o racismo, pode parar?

Não que seria menos grave, absurdo ou revoltante, mas, vejam bem: não foi que, no meio de um fogo cruzado, um tiro acabou pegando de raspão no carro de uma família a caminho de um chá de bebê. Não. Foram 257 disparos que partiram das mãos de soldados brasileiros no Rio de Janeiro, número confirmado dias depois da impressão inicial, de oitenta balas. “Por engano.” […]

Ler mais