fbpx

Breno Ferreira

a poesia doída de um natural do nosso querido interior paulista. Limeira, caros amigos, LI-MEI-RA. Terra de origem (diz-se) de nada mais nada menos que nosso acepipe favorito: a coxinha! E que origem afrescalhada, ora! Procure saber.

Bom, o ponto é que nossa lenda, nosso monstro, nosso MITO é o jovem quadrinista (nem tanto: 1985, cabelo já rareando, mas ssssshhhhhh…) que mais impressiona nos dois campos: seja no desenho, na fartura de dobras e rugas, nos pelos, no asco dos seus personagens cuja miséria pode-se notar só de olhar seus ombros arqueados e seu olhar cansado; seja pelo texto – e aqui sublinho – QUE TEXTO! O cara é poeta, e não é brincadeira não, chegado. Pede pra ler os cadernos dele pra você ver uma coisa. Não é redundante nem previsível – e nem um pouco didático.

As tirinhas (que começaram no blogue do Cabuloso Suco Gástrico em 2012) têm uma qualidade que faz delas muito especiais: são de fato ideias visuais desenhadas, ou seja, o cara que vira um dente do siso… Sofrei, pobres mortais! Tens então em mãos o début solo do nosso baraum, a lenda dos pés descalços da zona oeste de São Paulo. E digo mais: é chute na bunda e soco na cara, um atrás do outro. Podem chorar, crianças, porque ele veio pra ficar – e muitos com azia vai deixar. Publicou Cabuloso Suco Gástrico (Elefante, 2015).

 

É autor(a) em:

 

Também colabora em:

 

Postagens relacionadas:

Fita isolante #10

Por Breno Ferreira tirinha anterior ver todas as tirinhas PRÓXimA tirinha Breno Ferreira mantém o perfil @bobotripi no Instagram. É artista […]

Ler mais

Fita isolante #9

Por Breno Ferreira tirinha anterior ver todas as tirinhas PRÓXimA tirinha Breno Ferreira mantém o perfil @bobotripi no Instagram. É artista […]

Ler mais

Fita isolante #8

Por Breno Ferreira tirinha anterior ver todas as tirinhas PRÓXimA tirinha Breno Ferreira mantém o perfil @microbobagem no Instagram. É artista […]

Ler mais